Cresce a participação das mulheres na indústria brasileira

industria

 

A participação das mulheres no setor industrial cresceu 14,3% em 20 anos, conforme os dados do Ministério do Trabalho e Emprego, na indústria metal mecânica o número de vagas femininas cresceu para 37,3%.
No mercado de trabalho em geral, em 20 anos, a participação de mulheres cresceu 17% no período. Algumas atividades industriais ainda inibem a presença feminina por exigir requisitos como força física, porém, conforme os processos produtivos vão se automatizando, menos força física é preciso, o que propicia o aumento das mulheres trabalhadoras na indústria.
Essa tendência é constatada em ocupações predominantemente masculinas, como na indústria metal mecânica. No período pesquisado, a proporção de postos de trabalho ocupados por mulheres apresentou alta de 39,9% na metalurgia.
A dedicação, a organização e a atenção aos detalhes são os motivos apontados por especialistas como os grandes diferenciais femininos nas indústrias, isso têm levado o aumento na procura por trabalhadoras.
Em contrapartida o interesse das mulheres por ocupações industriais também tem crescido. Prova disso é o aumento significativo da procura delas por formação na área. De 2006 a 2015, a participação de mulheres em cursos técnicos do SENAI teve um crescimento de 65%.
Essa alta significativa do ingresso de mulheres em cursos técnicos industriais é fruto de diversas vantagens que o segmento oferta aos trabalhadores, como melhores salários e maior qualificação técnica. A procura por cursos do SENAI deve crescer nos próximos anos, sobretudo porque o Brasil terá de qualificar 13 milhões de trabalhadores em ocupações industriais nos níveis superior, técnico e de qualificação entre 2017 e 2020.

As vagas no setor metal mecânico estão entre as áreas que mais demandarão a formação profissional devido ao surgimento de novas tecnologias produtivas.
banner-post-blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *