Vantagens da Eletroerosão por Penetração

eletroerosão-por-penetração

 

A eletroerosão por penetração é o processo de usinagem de alta precisão a eletroerosão onde não existe contato da peça a ser usinada com a ferramenta que realiza o corte, o processo é realizado por um eletrodo em cobre, grafite, latão ou outras ligas metálicas.

Descargas elétricas controladas por geradores da máquina realizam a usinagem atingindo pontos determinados anteriormente pelo software de corte, removendo micropartículas do metal da peça a ser usinada. A ferramenta que produz a erosão, ou seja, o desbaste da superfície usinada é o eletrodo.

 

Fluido Isolante durante usinagem

A peça e o eletrodo são mergulhados num recipiente que contém fluído isolante não condutor de eletricidade chamado de dielétrico. Para que ocorra o processo de eletroerosão, a peça a ser usinada deve ser boa condutora de eletricidade. Tanto a peça como o eletrodo, estão ligados a uma fonte de corrente contínua por meio de cabos. Geralmente, o eletrodo tem polaridade positiva e a peça, polaridade negativa. Um dos cabos está conectado a um interruptor, que aciona e interrompe o fornecimento de energia elétrica para o sistema.

 

Conheça as principais vantagens da eletroerosão por penetração:

– Superfícies de alta qualidade;
– Peças com formas complexas;
– Baixa taxa de remoção do material;
– Usinagem de materiais não tradicionais como carbonetos metálicos, superligas e cerâmicas;
– Produção de peças em apenas um processo de operação;
– Não cria tensões na peça usinada;
– Não produzem cavacos;
– Preservam as características estruturais da peça;
– Rápida dispersão do calor gerado;
– Produção de furos irregulares;
– Automatização do processo;
– Precisão na ação da ferramenta sobre a superfície;
– Todo trabalho executado por eletroerosão sofre em sua superfície um ligeiro endurecimento, que não modifica as propriedades mecânicas, ao contrário, exerce o papel de uma camada de proteção.

Suas principais aplicações são na indústria automotiva, indústria de gravação e estampagem, usinagem de metais de elevada dureza, peças geométricas complexas e indústrias de moldes e matrizes.

Materiais usináveis por eletroerosão

Eletroerosão é um processo adequado para atender às exigências atuais de qualidade e produtividade, com grande aplicação na confecção de matrizes para estampos de corte, moldes de injeção, forjaria, cunhagem e fabricação de ferramentas de metal duro.

Indicada para processos complexos em materiais de alta dureza, ponto de fusão bem definido, elevado calor latente, de difícil usinagem por processos convencionais.

 

Entre em contato e saiba mais sobre a linha de Eletroerosões por Penetração da Eurostec:
http://www.eurostec.com.br/produtos/eletroerosao/eletroerosao-nc-penetracao

 

banner-post-blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *