3 dicas para gerenciamento de estoque de matéria-prima

Gerenciamento de estoque de matéria-prima exige conhecer o processo de produção como um todo

gerenciamento de estoque

Um dos grandes desafios para gestores inovadores, é gerenciar o estoque de matéria-prima. Esse processo requer um conhecimento de toda a linha de produção da empresa, além de organização para aliar questões financeiras às necessidades de materiais para a produção.

Dessa forma, é evidente que um bom gerenciamento da compra dos materiais necessários para a produção reflete na saúde financeira da empresa. É importante dedicar tempo para esse processo, pois materiais comprados em excesso geram diversos transtornos, prejuízos e desperdícios.

Gerir o estoque de matérias-primas exige acompanhamento desde a emissão de pedidos aos fornecedores, até a entrega do produto que sua empresa desenvolve. Com isso, deve-se estar atendo à logística, relação com os fornecedores, almoxarifado, estoque de produtos, além de controlar a qualidade dos produtos.

Para isso, é preciso, acima de tudo, que seja feita uma análise de todos os setores de produção da empresa, avaliando suas peculiaridades. Assim, poderá ser definido o que cada setor necessita para operar com eficiência. A partir disso, é possível descobrir detalhes da produção dos funcionários e definir estratégias de otimização das compras.

Confira a seguir três dicas, que vão otimizar sua compra de matéria-prima:

Seleção de fornecedores

Escolher empresas que garantam o fornecimento de materiais é um tópico que demanda bastante atenção. Ter uma planilha de cadastro dessas empresas, com os benefícios, forma de entrega, condições de pagamento, contatos e outros pontos, é uma forma de auxiliar na agilidade das compras.

Organização dos materiais

Manter um ambiente organizado e limpo, que facilite o trabalho dos funcionários é imprescindível. Além disso, a sujeira e bolores, como o mofo, comprometem a qualidade dos materiais novos, antes mesmos de serem usados na produção. Cada tipo de material pede, ainda, condições específicas de armazenamento. Logo, prestar atenção aos detalhes dos materiais é uma questão básica.

Com a preocupação sobre a organização, surge a necessidade de criar um calendário de reposição, e utilizar notificações para que se não perca dinheiro com estoque de materiais vencidos.

Sistema de identificação

Além de organizados, o estoque de materiais precisa ser catalogado. Há diversas formas para isso, desde sistemas informatizados ou em arquivos impressos. É importante, contudo, que tudo que for utilizado seja registrado.

Isso é substancial para evitar que produtos sejam esquecidos e percam a utilidade, o que gera perda de recursos e de tempo. Caso a cadeia produtiva seja paralisada por falta de matéria-prima, os prejuízos serão incalculáveis.

Um bom controle de estoque de materiais ajuda a manter a quantidade exata de matéria-prima, não deixando faltar ou sobrar material em demasia no estoque.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *